Passar para o Conteúdo Principal
Logótipo CM Vagos

Centro 2020

Rede Estruturante de Mobilidade Suave Vagos/Norte: Vagos – Zona Industrial de Vagos – Centro Escolar Gafanha Boa Hora - Vagueira

O Município de Vagos submeteu e viu aprovada a candidatura designada “Rede Estruturante de Mobilidade Suave Vagos/Norte: Vagos – Zona Industrial de Vagos – Centro Escolar Gafanha Boa Hora - Vagueira”, com vista à obtenção de financiamento para a implementação de uma rede estruturada de mobilidade suave concelhia destinada a utilizadores de bicicletas e de caminhantes pedonais, contribuindo assim para a adoção de práticas de mobilidade suave que garantam o direito à mobilidade e acessibilidade de todos os cidadãos.

A presente candidatura prevê a construção de pistas cicláveis e pedonais, consubstanciando-se nas seguintes intervenções:

  • Ação 1: Pista Ciclável ZI Vagos – Centro Escolar da Gafanha – Vagueira, que prevê a criação de faixa ciclável que permitirá obter maior segurança e comodidade aos velocípedes no eixo de ligação entre o aglomerado urbano da Vagueira e as escolas da Gafanha da Boa Hora e EPADRV (incrementar ligações casa-escola) e à ZI de Vagos (incrementar ligações casa-trabalho);
  • Ação 2: Requalificação da ZI de Vagos (introdução de pista ciclável/pedonal), que permitirá melhorar os acessos pedonais e cicláveis no perímetro da ZI de Vagos (ligação casa-trabalho).
  • Ação 3: Pista ciclável Vagos – ZI Vagos, que visa diminuir a velocidade do tráfego automóvel, através da criação de vias cicláveis e pedonais de acesso à ZI de Vagos, a partir do centro da Vila de Vagos, privilegiando-se o acesso ao local de trabalho (ZI de Vagos) e/ou às entidades empregadoras do centro da vila;

Com a implementação da referida operação, serão criados cerca de 13,1 km de redes cicláveis e pedonais, dando assim cumprimento à meta proposta de realização de vias dedicadas à mobilidade suave em alguns dos principais polos geradores de deslocações (a Zona Industrial de Vagos; o Centro Escolar da Gafanha e a Escola Profissional de Agricultura e Desenvolvimento Rural de Vagos – EPADRV), contribuindo, desta forma, para a promoção da mobilidade urbana sustentável (ligação casa-trabalho e casa-escola), para o aumento da segurança rodoviária neste percurso e para a redução das emissões de Gases sobre Efeitos de Estufa. «

Entretanto, o Município de Vagos espera que, igualmente, seja aprovada outra candidatura já submetida neste âmbito designada por “Rede Estruturante de Mobilidade Suave de Vagos/Sul: Santo André de Vagos - Pólo Industrial de Ponte de Vagos – CEFA – Fonte de Angeão”, configurando assim uma maior abrangência desta rede estruturante.

Estas ações contribuem, assim, para o desenvolvimento territorial do Município de Vagos por intermédio do reforço da estruturação urbana, na melhoria da acessibilidade e mobilidade entre zonas residenciais e pontos de interesse diversificados.

O valor de investimento total ascende a 2 413 432,64€, ao qual corresponde um montante elegível de 1 699 116,34€ e um apoio financeiro FEDER de 1 444 248,89€, correspondente a uma taxa de financiamento de 85%. Para além dos montantes correspondentes às intervenções de construção, são também financiadas ações de fiscalização das empreitadas, revisões de preços e estudos necessários.

Trata-se de uma candidatura apoiada por fundos da União Europeia, cofinanciada pelo Programa Operacional Regional - Centro 2020, no âmbito do Aviso CENTRO-06-2018-20 “Operações enquadradas nos PAMUS validados no âmbito da PI 4.5 (4e) para os Centros Urbanos Complementares”. Insere-se no Eixo Prioritário “Afirmar a sustentabilidade dos recursos (SUSTENTAR)”, no Objetivo Temático “Apoiar a transição para uma economia de baixo teor de carbono em todos os setores” e Designação “A promoção de estratégias de baixo teor de carbono para todos os tipos de territórios, nomeadamente as zonas urbanas, incluindo a promoção da mobilidade urbana multimodal sustentável e medidas de adaptação relevantes para a atenuação”.

POCentro_PT2020_FEDER_Bom