Passar para o Conteúdo Principal
Logótipo CM Vagos

ESTAÇÃO NÁUTICA DE VAGOS RECEBE “PIRATAS DE PARDILHÓ”

ESTAÇÃO NÁUTICA DE VAGOS RECEBE “PIRATAS DE PARDILHÓ”
23 Maio 2024

Alunos de Pardilhó embarcam numa viagem às Estações Náuticas da Ria de Aveiro, no âmbito projeto transnacional “We MED NaTOUR”, coordenado nacionalmente pelo Turismo de Portugal, em parceria com a Fórum Oceano – Entidade Coordenadora das EN de Portugal, que visa implementar viagens-piloto adequadas a grupos escolares, que possam ser replicadas nos territórios.

A “We MED NaTOUR” é a designação abreviada do projeto European Western Mediterranean Nature Tourscofinanciado pela União Europeia, e centra-se no desenvolvimento do turismo escolar em sítios marinhos naturais, áreas protegidas e destinos costeiros e marinhos dos países participantes (EspanhaPortugal, Itália e Mauritânia), destacando o seu valor ambiental e cultural a um público mais alargado de visitantes, com enfoque específico na próxima geração.

Com este projeto pretende-se desenvolver pacotes de turismo sustentável adequados para grupos escolares internacionais e nacionais de crianças em três faixas etárias diferentes (6-10 anos; 11-13 anos e 14-16 anos), que visam aumentar a atratividade dos territórios e formar os públicos do turismo escolar para uma atuação responsável, pelos turistas do futuro.

O projeto piloto, acolhido pela Estação Náutica de Estarreja, envolve o Agrupamento de Escolas de Pardilhó e os “sortudos” para esta aventura são 17 alunos, entre os 11 e os 13 anos, que embarcam nesta viagem piloto desenhada pelas 6 estações náuticas da Ria de Aveiro (Estarreja, Ovar, Murtosa, Aveiro, Ílhavo e Vagos) e parceiros, e carateriza-se por: visitas de descoberta dos valores culturais e naturais do território, atividades de conservação da natureza, comportamentos de turista responsável, serviços de empresas parceiras das EN, opções sustentáveis, sempre que possível (alimentação, transporte).

A viagem começa na quinta-feira, dia 23 de maio, com passagem prevista pelo Museu do Brincar, em Vagos, no dia 24, às 11h45.

O roteiro, dividido entre os dias 23 e 24 de maio, inclui várias atividades, que se desenrolam em todas as Estações Náuticas da Ria de Aveiro (Estarreja, Ovar, Murtosa, Aveiro, Ílhavo e Vagos), designadamente: observação de fauna e flora no BioRia; descoberta do património azulejar de Ovar; pintura de proas de moliceiro na Torreira, surfskate em S. Jacinto no Centro de Alto Rendimento; viagem no ferryboat Salicórnia até Aveiro; subida ao Farol da Barra; atividades “Há piratas em Vagos” no Museu do Brincar; passeio de barco eletro-solar visitando plantações de salicórnia, cultura de ostras, entre outras visitas.

Alinhado como propósito do projeto, a Estação Náutica de Vagos preparou o seguinte programa de atividade:

  • 11h45EN Vagos: Atividade “Há Piratas em Vagos” no Museu do Brincar (duração de 45minutos) 
  • Imagem 

 

 “Partindo do espaço expositivo do Museu do Brincar, onde se encontra um vasto acervo museológico do qual constam uma área temática medieval, com um barco pirata, um carrossel movido à força humana e diversos jogos tradicionais, dar-se-á o mote para o desenrolar da ação, salientando a sustentabilidade e o reaproveitamento dos materiais utilizados para a sua conceção, aliando assim a experiência turística à pedagogia e educação ambiental. Nesta visita, os participantes poderão explorar este espólio, sendo posteriormente levados a explorar, através dum exercício de improvisação teatral, algumas das temáticas associadas às boas práticas de sustentabilidade. Por fim, com o recurso à calculadora da pegada ecológica, os participantes serão desafiados a responder à questão: “Quantos planetas seriam precisos se todos vivessem como tu?”.

Uma atividade com uma forte componente lúdico-pedagógica, com a pretensão de alertar e desafiar para a urgente necessidade de mudança de hábitos”.

Esta ação está em linha com os objetivos do projeto, tais como, implementar viagens-piloto adequadas a grupos escolares, que possam ser replicadas nos territórios, e formar os públicos do turismo escolar para uma atuação responsável, pelos turistas do futuro.

Capacitar as empresas ou parceiros é outro dos objetivos estando presente a oportunidade de promoção do território e das estações náuticas enquanto produto turístico integrado e de um melhor entendimento por parte dos parceiros do conceito de Estação Náutica.