Passar para o Conteúdo Principal
Logótipo CM Vagos

VAGOS NA SENDA DA PEGADA ECOLÓGICA DOS MUNICÍPIOS PORTUGUESES

VAGOS NA SENDA DA PEGADA ECOLÓGICA DOS MUNICÍPIOS PORTUGUESES
image title
23 Agosto 2019

O Município de Vagos é um dos municípios portugueses a apresentar a pegada ecológica de todo o seu território.

No passado dia 22 de agosto o executivo municipal aprovou a minuta de um protocolo que irá ser assinado, no próximo mês de outubro, entre o Município de Vagos, a ZERO – Associação Sistema Terrestre Sustentável, em parceria com a Universidade de Aveiro e com a Global Footprint Network.

Com a assinatura do “Protocolo Pegada Ecológica dos Municípios Portugueses”, a ser outorgado com a associação ZERO, pretende-se, resumidamente, concretizar no território do Município de Vagos, a monitorização da pegada ecológica, tendo em conta os hábitos diários da população, bem assim a consciencialização dos impactos desses hábitos nos recursos naturais e, por sua vez, a adoção de medidas e comportamentos que deverão ser introduzidos no estilo de vida das pessoas, por forma a contribuírem para a melhoria do ambiente.

Em termos nacionais, pretende-se dar o contributo para a definição de instrumentos de caráter político-económico, com vista à implementação de medidas que incentivem a adoção de comportamentos ambientalmente sustentáveis.

A assinatura deste protocolo prevê, para além do cálculo da pegada ecológica do Município, o cálculo da biocapacidade e a introdução de uma calculadora digital para o cálculo da pegada ecológica do cidadão.

A Pegada Ecológica (PE) é uma importante ferramenta de avaliação e monitorização para os governos nacionais e locais que estão a trabalhar para mitigar os riscos, para se adaptarem às alterações climáticas e para fomentar uma sustentabilidade global.

Com este protocolo o Município de Vagos pretende motivar e alertar os cidadãos para a importância de conhecer o impacto de cada um no ambiente, bem como incentivar a reduzir a utilização de combustíveis fósseis, a poluição, o desperdício e a destruição de ecossistemas e da biodiversidade., incentivando a mudanças do estilo de vida e da relação com o ambiente.

Pretende ainda obter dados concretos e cientificamente fiáveis sobre as ações que mais afetam o ambiente, permitindo que as tomadas de decisão sejam mais assertivas e atinjam os fins pretendidos.

Assim, será possível garantir uma sociedade onde o desenvolvimento sustentável possa ser entendido como o caminho para garantir a equidade e a justiça social, ambiental e económica de todos os seus cidadãos. Deste modo, e para atingir estes objetivos estratégicos, é necessário iniciar um diálogo e utilizar a informação e as ferramentas que permitam construir os alicerces de uma sociedade sustentável.

Consultar brochura